Untitled-5 Notícias
Publicado em 28/11/2011 às 08:23

1º de Dezembro dia nacional de combate contra a AIDS

Dia 1º de dezembro é o Dia Mundial de Luta Contra a Aids, e a Secretaria de Saúde já está mobilizando a Campanha “Fique Sabendo”, com a realização de testes gratuitos de HIV/Aids em todas as UBSs (Unidades Básicas de Saúde) do município. O Fique Sabendo é um evento nacional de incentivo à população para a realização do teste anti-HIV, de forma espontânea, promovido pelo Ministério da Saúde, e tem como objetivo a conscientização sobre a importância da realização do exame.

A Secretaria de Saúde realizará atividades em praças públicas no dia 1° dezembro com orientação de prevenção, oferta de preservativo, distribuição do broche da “campanha do laço vermelho” e divulgação do CTA (Centro de Testagem e Aconselhamento), com entrega do cartão de visita.

Serão colocados laços vermelhos nos prédios públicos da cidade, e os funcionários municipais serão incentivados a aderir à campanha no dia 1º serão distribuídos broches do laço vermelho, simbolizando a luta contra a Aids.

O Laço Vermelho foi criado em 1991 pela Convenção dos  Artistas “Visual Aids”. A cor vermelha expressa uma relação com sangue e com amor, relacionados à infecção pelo HIV. Ele foi criado para homenagear os mortos pela doença e também para ajudar na conscientização sobre a seriedade da epidemia.

O Laço Vermelho é o símbolo internacional da consciência sobre o HIV e a AIDS, e também um símbolo de esperança e apoio, e é usado por um número cada vez maior de pessoas por todo o mundo para demonstrar sua preocupação com a epidemia, além de expressar visualmente solidariedade com aqueles que vivem com o vírus.

Segundo informações da Secretaria de Saúde, estimativas do Ministério da Saúde indicam que existem hoje no Brasil cerca de 600 mil pessoas vivendo com o vírus HIV e, dentre essas, 400 mil não sabem que estão contaminadas. Do ponto de vista epidemiológico, o diagnóstico precoce é fundamental para o controle da epidemia da Aids, além de garantir tratamento para controle e melhor qualidade de vida.

Dados do Programa Estadual DST/Aids apontam que nove pessoas morrem por dia em decorrência da Aids e que 50% desses óbitos estão relacionados ao diagnóstico tardio.

Prefeitura Municipal

Faça um Comentário